Roda de conversa e Show musical – 17ª SNM

Cartaz17SNM_CARTAZ_A3

No ano de 2019, o tema sugerido pelo ICOM (Conselho Internacional de Museus), para comemorar o Dia Internacional de Museus, é Museus como núcleos culturais: o futuro das tradições e tem por finalidade colocar em discussão o papel dos museus como centros que ao mesmo tempo dão origem, disseminam e acolhem práticas, costumes e pensamentos de nossa cultura.

O tema proposto já vem sendo debatido desde os anos de 1970 pela comunidade museal, contudo neste momento a ideia é olhar com maior detalhe para os sentidos e significados que os conceitos de cultura, diversidade e tradição tem sido apreendido e atentar para sua multiplicidade conotativa.

“No Brasil existem tradições inventadas, tradições progressistas, tradições conservadoras, tradições que se opõem à vida e outras que valorizam a vida. E para os que atuam no campo museológico a vida social, a vida em relação e a vida biológica são limites intransponíveis. O futuro da tradição é preservar a vida!” (Ibram, 2019)

O Museu do Diamante/Ibram para esta 17ª SNM propõe no dia 18/05/2019, às 16h, uma Roda de Conversa: Museus como núcleos culturais: o futuro das tradições onde os palestrantes irão trazer para o debate questões importantes sobre a ideia de que cultura e diversidade são plurais e que o museu deve ser concebido como espaço de criação e fomento à cultura. Os palestrantes/debatedores serão:

- Frei Xico – Frei Francisco van der Poel – chegou a Aracuaí, Vale do Jequitinhonha, no final da década de 1960. Durante a sua permanência como pároco da diocese Araçuaí, Frei Chico acumulou mais de 15 mil folhas que registravam a cultura relacionada com a fé e a espiritualidade daquela gente. A essa rica pesquisa, o frade somou outras realizadas em Portugal, onde foi em busca de arquivos, tentando achar caminhos que o levassem a compreender melhor a sabença do povo simples do Vale do Jequitinhonha.  Acabou coroando seu trabalho de longos e incansáveis anos de pesquisa com o lançamento do Dicionário da Religiosidade Popular: Cultura e Religião no Brasil, através do qual pretende fazer com que o leitor viaje através da cultura popular da gente do Vale do Jequitinhonha. Resumindo seu currículo: Francisco van der Poel, franciscano, membro do corpo docente do Instituto Jung, em Belo Horizonte (MG); do Conselho do Centro da Memória da Medicina, na UFMG; do corpo docente do Instituto Santo Tomás de Aquino, de teologia; da Comissão Mineira do Folclore; do Instituto Histórico e Geográfico de Minas Gerais; da Ordem dos Músicos do Brasil; formado em Teologia, na Holanda; licenciado em Filosofia, em São João del Rei (MG); publicou seis livros; é palhaço do Teatro Terceira Margem, em Belo Horizonte.

- Luciana Vial – Secretaria Municipal de Cultura Turismo e Patrimônio de Diamantina. Luciana de Fátima Andrade – Gerente de Pesquisa, Educação e Preservação da Diretoria de Patrimônio Cultural – Secretaria Municipal de Cultura, Turismo e Patrimônio. Coordenadora do Programa de Educação Patrimonial “De Olho no Patrimônio” Coordenadora e pesquisadora do Projeto “VIVA SANTOS REIS – CORTEJOS DE FÉ”

- Prof. Dr. André Luís Lopes Borges de Mattos – Mestre em Antropologia Social pela Universidade Estadual de Campinas (2003) e Doutor em Ciências Sociais pela Universidade Estadual de Campinas (2007). Atualmente é Professor Associado da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM). Tem experiência nas áreas de ciências sociais, com ênfase em antropologia. Desenvolve trabalhos voltados principalmente para os seguintes temas: antropologia, trajetórias, narrativas biográficas, intelectuais, pensamento social, etnografia do capitalismo e antropologia do Estado.

E às 18h: Show Musical do cantor e compositor Saldanha Rolim, com o espetáculo “Brasilidade”, mostra vários ritmos brasileiros, tais como: Bumba-boi, Côco Embolado, Carimbó, Baião, Xote, etc. Com mais de 30 anos de carreira, o artista que é um cantador performático, morador de Diamantina/MG e natural do Maranhão, já se apresentou na Europa e no Canadá. Em 2005, patrocinado pelo Ministério da Cultura, se apresentou em 20 cidades brasileiras com o espetáculo ”Saldanha Rolim e os Tambores de Cantaria”. Em 2011, também pelo Ministério da Cultura, fez apresentações em 10 cidades de Minas com o espetáculo ”Saulo Laranjeira e Saldanha Rolim cantam Vandré e Gonzagão”. Reconhecido como um artista voltado as tradições culturais do Brasil, já se apresentou em programas de TV como: Programa do Jô, Som Brasil, Arrumação, Brasil das Gerais, Sr. Brasil (Rolando Boldrim) e Especial TV Minas.

Detalhes da Agenda

Onde: Museu do Diamante
Período: 18 Mai, 2019 a 18 Mai, 2019

Publicado como: Apresentação Musical, Eventos