Instituto Brasileiro de Museus

Museu do Diamante

Ação educativa

Arte sacra em quadrinhos

publicado: 12/05/2020 19h01, última modificação: 20/05/2020 09h38
Apostolo São João Evangelista. Imagem arquivo do MD.

Durante a pandemia do COVID-19 que levou ao fechamento do Museu do Diamante/Ibram para visitação, a instituição se viu diante de um grande desafio: como levar ao público os seus atrativos, uma vez que a observação e a fruição in loco do acervo estava impossibilitada? Uma das maneiras encontradas pela equipe de contornar esta dificuldade, e tornar o acervo atraente para o público ainda que de longe, foi a realização de postagens nas redes sociais.

Para que as postagens se tornassem mais instigantes, e para estabelecer ao mesmo tempo uma ligação com o momento atual – afinal, refletir sobre as questões da atualidade é também uma das funções dos museus – optou-se por uma abordagem inusitada da coleção de arte sacra do MD: as imagens devocionais foram divulgadas de forma a dialogar com o público, de maneira lúdica e descontraída, como nas histórias em quadrinhos.

Os diálogos estão relacionados às dificuldades e desafios que as pessoas experimentam em tempos de confinamento e isolamento social, relacionadas às tarefas domésticas e às formas de ocupar o tempo num momento em que não podemos contar com as formas convencionais de lazer.

Dessa forma, nas redes sociais do Museu do Diamante/Ibram podem ser vistos o Papa São Silvestre ocupado em lavar e passar suas vestes litúrgicas durante a quarentena, Santana Mestra acompanhando as tarefas escolares das crianças durante o confinamento, e Santo Antônio, impossibilitado de realizar casamentos, empenhado em apartar as brigas dos casais confinados.

A série de postagens foi também uma oportunidade para levar ao público informações relevantes sobre a imaginária sacra, o Barroco Mineiro e a vida religiosa do Brasil Colônia, notadamente das Minas Gerais, e de dar destaque a uma das coleções que, por seus atrativos estéticos, é uma das mais procuradas pelo público


Texto: Marcela Mazzilli Fassy – Técnica em Assuntos Educacionais do Museu do Diamante/Ibram.